MariaAliceV

Maria Alice Vergueiro em entrevista ao Fora de Mim

Maria Alice Vergueiro em entrevista ao Fora de Mim, fala de como vive a sua multiplicidade interna e como ela é um recurso para os diferentes papeis que interpreta.

De “Katastrophé”, um grande desafio de interpretação, à popularidade alcançada com o vídeo “Tapa na pantera”, ao atual trabalho no teatro, “As Velhas” de Jodorowisky, ela nos conta como a arte e vida não se separam e de que tem medo mesmo é da morte.

 

Tapa na Pantera:

http://www.youtube.com/watch?v=6rMloiFmSbw

 

Maria Alice Vergueiro, atriz, estreou em teatro no ano de 1962, no espetáculo A Mandrágora, sob a direção de Augusto Boal. Passou pelo Teatro Oficina, onde atuou na histórica montagem de O Rei da Vela , de Oswald de Andrade, sob a direção de José Celso Martinez Corrêa.

Foi fundadora, ao lado de Luiz Roberto Galízia e Cacá Rosset, do Teatro do Ornitorrinco, onde atuou em diversos espetáculos.

Conhecida  como a dama do underground ou velha dama indigna,  esteve presente como atriz em alguns dos mais importantes e instigantes espetáculos da cena paulistana nos últimos 40 anos. Entre eles, Mahagony Songspiel (Cacá Rosset), Electra Com Creta (Gerald Thomas), Katastrophé, Mãe coragem   e muitos outros.

Recentemente ganhou notoriedade com o Tapa na pantera, um dos videos mais vistos na internet.

Colecionadora de premios por suas atuações, atualmente está em cartaz com a peça  As tres velhas,  de Jodorowsky, que lhe rendeu uma homenagem no ultimo premio Shell de teatro.


Comentários