mandalas1

As mandalas tibetanas de areia e a impermanência

A tradição tibetana de construção de mandalas de areia é praticada como um ensinamento.

Os monges, nesta execução, demoraram duas semanas. Um projeto minucioso, rico em cores e detalhes, que exige planejamento, concentração, e habiidade. São representados o universo, céu , terra, oceanos, relações interpessoais, mostrando como todos os acontecimentos são interligados e inerdependentes.

Quando a mandala está pronta, ela é destruida. Em minutos, com gestos precisos toda a areia é varrida em direção ao centro e daí é recolhida num vaso e geralmente é jogada num rio ou lago proximo.

Um ensinamento direto sobre a transitoriedade, a valorização e o cuidado com a vida e a necessidade do desapego.

 

 

 

 

 

Trabalho realizado em 27 de janeiro de 2007, no Mary Brogan – Museu de Arte e Ciencia  na Flórida

Mary Brogan Museum of Art and Science Tallahassee, Florida. January 27, 2007

Fotos:
– Gerald Grow

Para saber mais:

Trecho do documentário produzido por  Werner Herzog

-“ Wheel of  Time” sobre a cerimônia do Kalachacra realizada pelo Dalai Lama. Nele , a  produção de uma mandala linda e sua dissolução.

Comentários