perfume_movie_ben_whishaw5b45d

Per femmun – Através da fumaça

“Eu me perfumo para intensificar o que sou”, escreveu Clarice  Lispector. “Por isso não posso usar perfumes que me contrariem. Perfumar-se é uma sabedoria instintiva. E, como toda arte, exige algum conhecimento de si própria. Uso um perfume cujo nome não digo: é meu, sou eu. Duas amigas já me perguntaram o nome, eu disse, elas compraram. E deram-me de volta: simplesmente não era delas. Não digo o nome também por segredo: é bom perfumar-se em segredo.”

Talvez o olfato seja o sentido mais próximo da memória; um perfume pode trazer de volta a atmosfera de um romance,uma lembrança infantil, uma vivencia prazeirosa .

Um perfumista, também chamado de nariz, tem uma memória olfativa extraordinária e  pode chegar a distinguir cerca de 3000 odores distintos. Um único perfume pode conter mais de 100 essencias diferentes e para se conseguir um kg de essência são necessários 600 kgs de flores. Tudo superlativo.

 

Paula Franco, atriz e fazedora de perfumes,  nos  conta:

Para mim a essência extraída de raizes, plantas, sementes e flores supera de longe os perfumes sintéticos, que agridem o meu olfato. O cheiro da pele de cada um somado a um aroma feito de essências naturais pode ser um verdadeiro deleite aos sentidos. Sigo algumas regrinhas básicas de sinergias, como notas baixas, altas, amadeirados, florais, etc, mas mais que isso, minha intuição olfativa me leva a viajar nos sentidos e assim criar algo novo, diferente, sedutor. É assim que eu faço minha alquimia.  http://alquimiaporpaulafranco.blogspot.com/

 

trailer – o perfume

 

trailer -Maria Bethania , musica e perfume

Comentários