fragil equilibrio

Rilke, Lou Andreas-Salomé e Nietzsche

 

“Deixe que tudo aconteça a você,

Beleza e terror

Apenas siga em frente

Nenhum sentimento é definitivo”

 

“Let everything happen to you
Beauty and terror
Just keep going
No feeling is final”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estes versos de Rainer Maria Rilke, ( 1875 -1926)  sempre me inspiram muito. Traduzem como  nossos sentimentos não são dignos de tanta credibilidade, já que estão à mercê  do incessante movimento da vida. Amigos, podem virar pessoas não tão gratas, nossos gostos e ideologias podem migrar para a calçada oposta com o passar dos anos.   Nada , nenhum sentimento de fato é definitivo. Me dá um grande alívio.

Rilke foi um dos  mais expressivos poetas de lingua alemã.  Seus livros mais conhecidos no Brasil são  “Cartas a um jovem poeta” e “Elegias de Duíno”

Sua obra foi fortemente influenciada por Lou Andreas Salomé, 15 anos mais velha do que êle, com quem teve um romance por muitos anos, enquanto ela era casa com Friedrich Andreas. Com ela aprendeu russo e pode ler Tolstoi no original.

Lou Salomé(  1861 -1937) foi uma intelectual nascida na Russia e com uma formação assombrosa para a sua época. Morou na Itália e depois na Alemanha. Falava vários idiomas, formou-se em filosofia, teologia e posteriormente se tornou psicanalista, tendo tido com Freud uma correspondencia de alto nível acadêmico. Não se sabe se Lou foi apenas uma musa inspiradora para Freud ou se de fato foram amantes.

Nietzsche tambem viveu com Lou Salomé  um triângulo amoroso,

conhecido e consentido pelos 3 vértices,   na época em que ela era casada com o escritor Paul Ree. Detalhe para a foto abaixo, com os 3 presentes e o chicotinho  na mão de Lou Salomé

 

Lou Andreas-Salomé foi uma bela mulher que escandalizou a sociedade e quebrou regras morais. Em geral é lembrada mais pelos seus romances com homens excepcionais, embora sua produção literária e acadêmica seja ainda uma referência nos dias de hoje.   

Comentários