livros e martelo

Intenção, dolo e culpa

 

No âmbito do direito, o conceito de CULPA  está ligado à responsabilidade pela ocorrência de um resultado, independente de intenção. Quer dizer, se  atropelo e mato alguém sem querer ou se  uma arma dispara numa brincadeira entre dois jovens, isto seria  considerado homícidio culposo.  Não existe má fé, mas  uma consequência com ônus.  Seu filho pode jogar bola em frente a uma casa e um chute mais forte machucar alguém ou quebrar uma vidraça. Houve culpa, mas não dolo.

DOLO está ligado a má fé,  à intenção de  provocar determinado resultado. Se você comete uma assassinato porque tinha o desejo de matar alguém,  isso se chama homicídio doloso.

A  natureza humana é cheia de melindres e repleta de subjetividades, daí a dificuldade em se emitir julgamentos, seja em que esfera for.

Como avaliar com objetividade a ordem da intenção,  se ela mesma é feita de várias camadas, algumas  ocultas aos próprios protagonistas das ações?

Comentários